COMO LIDAR POSITIVAMENTE COM O PRIMEIRO DIA DE AULA- 10 DICAS

primeiro dia de aula, choro, dicas, psicóloga online, psicóloga escolar, psicologia escolar, psicóloga infantil, terapia online

COMO LIDAR COM O PRIMEIRO DIA DE AULA
10 DICAS DE PSICOLOGIA

 

O primeiro dia de aula nunca é fácil e, de fato, em alguns casos podem se tornar traumáticos. Como lidar com esse evento de maneira positiva?

Neste artigo quero falar sobre o tema, refletir alguns pontos e dar dicas e orientações como psicóloga com experiência em atendimento infantil e ainda como mãe, pois quando o assunto é criança, crescimento e desenvolvimento temos que estar sempre debatendo o tema para estarmos atualizados.

Quando nasce um filho, nasce uma mãe e nasce um pai ao mesmo tempo, nos dedicamos de maneira íntegra aos nossos maiores tesouros, noites pela metade, não temos mais tempo para fazer coisas que fazíamos antes, abdicamos de muitas coisas por um amor maior, achando que teremos isso para sempre ao nosso alcance, mas eles crescem, e precisam viver em sociedade para o melhor desenvolvimento pessoal.

ESCOLA:
O PRIMEIRO CONTATO SOCIAL
FORA DA FAMÍLIA

 

Quando chega a hora da entrada  na escola, a decisão para a maioria dos pais é mais dura do que parece, não somente a separação, o corte do cordão umbilical (onde agora a criança passará a ver o mundo de outra maneira, passará a perceber que existem mais pessoas além de seus pais e que é possível sim, viver sem necessitar deles o tempo todo) mas algo que também é duro para os pais é a escolha da escola ideal.

Alguns optam por escolas menores, outras um pouco maior, mas o que convêm de fato é de que pais e filhos sintam-se familiarizados pois nesta fase da Educação Infantil a escola é a segunda casa, quando além a continuação da casa da criança, é lá que irá aprender a socialização, a dividir, pertencer, aprenderá a ser, de maneira  autônoma, mais independente.

Valioso sim os pais que remetem isso aos filhos, que escolhem de maneira consciente e de que formam cidadãos mais seguros, confiantes, embora os pais sintam-se perdidos, a escola ideal é aquela que sentimos confiança em deixar nossos filhos e que possamos passar essa segurança também à criança.

PRIMEIRO DIA DE AULA
O CHORO NA PORTA DA ESCOLA

 

primeiro dia de aula, choro, dicas, psicóloga online, psicóloga escolar, psicologia escolar, psicóloga infantilO choro na porta da escola no primeiro dia de aula é quase inevitável, dificilmente uma criança que nunca frequentou a escola ou uma creche não se sinta desprotegida neste primeiro contato longe dos pais.

Mas a importância que os pais ou demais adultos que possam participar deste momento, como exemplo os avós, que muito antes desta opção ajudavam a cuidar dos netos, mas que todos neste momento de separação possam passar à criança a escolha com determinação, com confiança, que embora difícil, uma escolha feita por amor, para crescimento de todos, desta forma todos devem ir motivados, alegres e tentar passar ao máximo isso às crianças.

Sei que é difícil, anos atrás eu mesmo passei por isso e mesmo sendo psicóloga, claro que me separar dos meus filhos não foi nada fácil. Fazia de conta um sorriso, mas meu coração saia partido, eles choravam com a boca pra fora, eu acolhia do coração para dentro.

Os dias passaram, as crianças cresceram, hoje vejo o quanto isso foi significativo para eles, mostrar que aquelas profissionais, as professoras da escola que iriam cuidar dos meus “tesouros” eram tão boas quanto eu. Nada fácil pensar assim, mas foi isso, e é isto que faz muitas crianças permanecerem na escola por um período com a professora. A segurança que ela sente na família!

Na minha experiência clínica, atendi um caso de uma menina já com seus sete anos em que chorava diariamente para ir à escola, inclusive sofria tanto emocionalmente que as dores somatizavam, eram sintomas que apareciam como sinais no corpo. Um pedido de socorro!!

A dor de barriga, aliás, é um sintoma super comum dos pequenos. Os sintomas variavam.

Mas nesse caso específico,  os pais, principalmente a mãe quando ia deixar a criança na escola, ficavam chorando do lado de fora. Logicamente essa criança ia para escola com uma sensação que estava sendo deixada ali para sofrer, pois com o desespero da mãe, era isso que marcava para ela. Fique atento às Emoções, elas vem e vão.

primeiro dia de aula, choro, dicas, psicóloga online, psicóloga escolar, psicologia escolar, psicóloga infantil

10 DICAS DE UMA PSICÓLOGA FAMILIAR
PARA LIDAR POSITIVAMENTE
COM O PRIMEIRO DIA DE AULA

1
O AQUECIMENTO

 

Escolher a escola ideal juntamente com a criança, fazê-la participar do momento, ver com quem irá ficar, qual o ambiente, ela precisa se familiarizar. A escola deve ter alguns pré – requisitos que vocês pais julgam primordial, como localização, ambiente, perfil dos profissionais.

2
FAMILIARIZAÇÃO COM O AMBIENTE

 

Caso a escola em que está pensando em  matricular seu filho tenha colônia de férias ou algum outro tipo de clube, sugiro uns dias antes do início do ano letivo, que participe de alguns períodos com menos alunos na escola, isto lhe deixará mais familiarizada com as professoras e com o ambiente;

3
A HORA DE SER FORTE

 

Mesmo em caso de choro, não seja platéia, é importante não olhar muito para trás, a criança chora por alguns minutos, ela vai parar assim que perceber que não adianta mais; caso os pais insistam em observá-la, mais “manha” irá fazer. Claro que uma dose de atenção especial nestes dias fará toda diferença.

A criança necessita de amor antes de mais nada, a entrada na escola gera muita ansiedade, ora positiva ora não, portanto, por mais que este processo seja lento não perca a calma, quando me refiro a não assistir ao choro, também quero dizer que fugir da criança não é a opção correta.

O trauma pode ser grande e transbordar para outras situações quando perceber a falta dos pais, vá com calma, se precisar entrar e a escola permitir alguns minutinhos, ok, desde que isso não se torne rotina pois irá certamente atrapalhar no processo da adaptação bem como na sequência da rotina da sala de aula.

4
CONFIE NOS PROFISSIONAIS DA ESCOLA

 

Certamente caso a criança chore por muitas horas, a escola entrará em contato, caso seja uma situação sem solução, mas vale tentar.

O choro é normal, a ansiedade faz o choro, o medo, enfim, respeite a emoção neste momento, entender o significado do choro é importante, mas vale lembrar, o sofrimento só se prolonga quando você permite isso. Passe confiança para a criança sobre os profissionais da escola.

5
SEJA AMIGA DA PROFESSORA

 

Peça à criança para levar algo para a professora, ela precisa criar um vínculo, geralmente professoras que trabalham com esta faixa etária são melhor preparadas para valorizar cada gesto da criança, uma florzinha, uma fruta, um desenho, seja o que for.

6
FAÇA DA OBRIGAÇÃO UMA DIVERSÃO

 

Faça com que a criança participe de todo processo para se arrumar para ir à escola, no início precisa se adaptar, talvez relute em vestir o uniforme, mas vale tentar.

Faça desse momento um ritual prazeroso, use o termo: Vamos brincar de se arrumar para a escolinha? Criança aprecia a fantasia, tudo que envolve o Brincar!

7
DEIXE ELE FAZER PARTE DAS COMPRAS DO MATERIAL ESCOLAR

 

Para os maiores, o processo de comprar material escolar, escolher alguns itens é valioso como estímulo, mas mesmo os pequenos também já podem participar deste processo em algumas coisas que os pais percebam que seja válido.

Hoje muitas escolas cobram a taxa de material escolar, mas certamente algo pelo menos para ter em casa, como alguns lápis serão necessários, isso faz com que a vontade cresça em relação à ida para escola. Sim, é lá que estarão os lápis de cor, as massinhas, a areia colorida.

Quando você apresenta um prato diferente para alguém degustar, e essa pessoa nunca provou, ficará na dúvida se irá gostar ou não, se deve provar, se tiver uma propaganda estimuladora, a vontade de experimentar será bem maior, então fale do que terá na escola, promova um desenho um sulfite imaginando como é a escola, como a criança acha que é.

8
BRINQUE DE ESCOLINHA EM CASA

 

As crianças podem brincar em casa de escolinha, faça isso mesmo antes de ir para escola, mostre à seu filho o que terá na escola, a professora, os amigos, enfim, ele irá perceber o que esta por vir.

Coloque as bonecas, os bonecos, chame as crianças próximas para brincar e fazer com que esse momento de fantasia seja tão prazeroso a ponto de dar vontade de vivê-lo.

9
NÃO TRANSMITA SEUS MEDOS PARA A CRIANÇA

 

Não tenha pena, não demonstre isso de forma alguma, demonstre alegria em deixá-lo e combine que você virá busca-lo quando estiver no final do período, a criança precisa sentir-se segura.

Importante: Cumpra o horário que combinou, seja pontual, assim terá maior credibilidade e dará motivos para aumentar a confiança do seu filho no próximo dia.

10
SEMEAMOS E COLHEMOS

 

Não adianta nada você passar tudo de bom e melhor para seu filho (falar bem da escola, falar que a professora é uma pessoa legal que irá cuidar bem, que vai chegar na hora marcada) mas na hora demonstrar emoções negativas. Se você pensar negativamente, tudo irá virar em nada.

Somos antes de tudo modelos para nossos filhos, se eles perceberem a ansiedade dos pais, serão ansiosos, se formos mais comunicativos assim o farão, se aprendermos que a separação valerá a pena, certamente as crianças  irão perceber isso e irão se sentir seguras. Aqui vale a expressão: Filho de peixe, peixinho é!!

Muitas famílias no consultório relatam estar tudo bem, mas logo a falha aparece, por menor que seja, errar todos nós erramos, mas a mudança vale tanto a pena, busque o melhor e sejam felizes!!

O melhor presente que um pai pode dar a um filho é o Amor, o modelo de Vida!

ORIENTAÇÃO PSICOLÓGICA ONLINE
PARA PAIS

 

Estas sugestões podem acontecer de várias maneiras, use sua criatividade e faça desse momento mais um tempo de lembranças boas, chorar, reclamar muitas vezes fará parte deste processo de separação, mas tão valioso para seu Sucesso como Pessoa no futuro!

E se você precisar de uma ajudinha a mais, algo pessoal, basta solicitar um atendimento online por videoconsulta através de um sistema bem simples. Conheça o consultório online Terapia de Bolso e agende uma sessão clicando aqui.  

Te convido a ler também meu artigo sobre Filhos e Limites saudáveis.

COMENTÁRIOS

comentários

A orientação de um psicólogo pode te ajudar a superar limites. Consulte um psicólogo online por videoconsulta.