8 DICAS FUNDAMENTAIS PARA PAIS DE CRIANÇAS COM SOBREPESO

obesidade-infantil-dicas-psicologa-online

 

A conversa de hoje é com as mães e pais que tem crianças com excesso de peso em casa e vamos perceber que a falta de tempo não é sinônimo de falta de prioridades.

Será que os pais, sem perceber, acabam sabotando a alimentação de seus filhos? Vamos lá?

De que forma os pais estão lidando com a alimentação de seus filhos? Explicam que as propagandas de televisão mostram apenas o lado bom e gostoso de sanduíches, pizzas, doces e refrigerantes? Oferecem lanches saudáveis ? Explicam a importância de  deixar o computador e o tablet de lado por um tempo e curtir também o que as atividades ao ar livre nos oferece de bom?

Na época de nossos pais ou avós quando alguém ia em casa, logo já pensavam no que iriam preparar para receber as visitas e estas saírem com uma boa impressão. Uma mesa farta era sinônimo de demonstração de carinho e preocupação. Hoje em dia ainda é um costume social associar comida com afeto. Sempre queremos agradar às pessoas que nos visitam com um lanchinho, uma refeição bem gostosa ou um café da manhã farto e uma mesa variada cheia de bolos, pães, cafezinho e etc.

Da mesma forma repetimos com os nossos filhos este mesmo comportamento e esta forma de associar a comida com o gostar, o cuidar e o amar ainda faz parte do nosso dia-a-dia.

O grande problema é que na maioria das vezes estes alimentos oferecidos são bastante calóricos e acabamos ensinando para os nossos filhos que precisamos comer muito para ficarmos realmente satisfeitos, bem nutridos e saudáveis. Aquela velha concepção de que criança gordinha é sinônimo de criança saudável.

 A ERA DAS BRINCADEIRAS TOUCH SCREEN

 

Pois bem, esquecemos que antigamente as crianças comiam sim alimentos calóricos como pães, roscas, refrigerantes e salgados porém o gasto calórico era bem maior e as atividades externas como brincar na rua, pular amarelinha, jogar bete e queimada eram muito frequentes e as crianças acabavam gastando mais calorias do que haviam ingerido. Lembro até de uma rosquinha com guaraná no lanche das escolas…. Mas em contrapartida lembro do volei, bicicleta e brincadeiras com os colegas da vizinhança.

Hoje o cenário que se apresenta é outro. As crianças pouco saem para fazer atividades físicas e esta ingestão exagerada de alimentos calóricos não encontra uma via de escape para ser eliminada. Problemas de saúde como diabetes e pressão alta são comuns nos consultórios de Pediatria e nos Nutricionistas e a mudança alimentar na família se torna urgente.

Já se tornou uma preocupação Mundial o fato das crianças se alimentarem de forma mais saudável e podemos começar da nossa casa a mudar estes hábitos alimentares. Como? Posso demonstrar afeto oferecendo também alimentos saudáveis, com certeza muito mais afeto pois demonstro que me preocupo muito com a saúde do meu pequeno.

Mas falar é fácil, mostrar como fazer que é difícil, então como psicóloga especialista em emagrecimento e mãe quero deixar algumas dicas aos pais- Vamos lá. 

obesidade-infantil-dicas-psicologa-online

 

OBESIDADE INFANTIL
8 DICAS DE UMA PSICÓLOGA

1
REEDUCAÇÃO ALIMENTAR É PARA TODA FAMÍLIA

 

Procurem não ter dois tipos de alimentos em casa: O da criança obesa e o da família. Adequar a dieta da criança aos hábitos familiares é muito importante. Quando se separa a alimentação da criança obesa, corre o risco dela se sentir excluída, principalmente se tem um irmãozinho que não tem problemas em relação ao peso.

2
A FUNÇÃO MATERNA

 

O papel da mãe é de fundamental importância neste contexto, já que na maioria das vezes é ela que escolhe e compra os alimentos. Se não quero que meu filho beba refrigerantes, não posso comprá-los. Se a função de fazer as compras de supermercado é do pai ou ajudantes, estes devem ser orientados sobre quais alimentos podem e quais não devem passar perto do carrinho.

3
HORÁRIOS FIXOS PARA A DIETA

 

Estabelecer horários para a alimentação é fundamental que a criança aprenda a manter os hábitos saudáveis. Entre as refeições básicas como café, almoço e jantar sempre oferecer frutas, de preferência picadas para aquelas crianças que não tem costume de comer. A água é essencial para o bom funcionamento do intestino, e muitas vezes nos deparamos com crianças que trocam a ingestão da água por sucos e refrigerantes.

4
FAZER ATIVIDADES AO AR LIVRE

 

É mais do que perceptível que as crianças de hoje em dia adoram ficar de frente para a TV e os computadores, tablets e celulares. E muitas vezes os pais acabam usando estes equipamentos como artifício para a criança ficar quieta e dar menos trabalho. Mas é muito gratificante e gostosa a sensação de estar em espaços que a criança esteja livre e em contato com a natureza. Incentivá-los a fazer atividades fora de casa, como caminhadas, bicicleta ou ir a parques, fazendo-os entrar em contato com exemplos positivos de vida saudável é muito bom para nossas crianças.

5
ENSINAR A CRIANÇA A PENSAR MAGRO

 

Estimular a criança a tomar a decisão de que realmente quer perder peso. Os pais devem auxiliá-la em seu autoconhecimento, decifrando o que ela sente e o quanto isso a incomoda. Isso ajuda muito a prepará-la para a Reeducação Alimentar já que a vontade parte da criança e não simplesmente do desejo dos pais.

6
EVITAR DINÂMICAS BASEADAS EM CULPA

 

Não culpabilizar a criança pela indisciplina, já que muitas vezes são os próprios pais que não conseguem seguir as orientações médicas. Toda meta que buscamos atingir requer persistência e disciplina, portanto como são os pais que devem apoiar e incentivar a criança a perder peso, estes devem buscar estar em consonância com o que lhes foi orientado pelos profissionais.

7
IDENTIFICAR E ESTABELECER LIMITES

 

Os pais devem colocar limites no seu filho, ensinando-o a dosar o consumo de alimentos. Por exemplo explicando que ele pode sim encontrar os amigos na lanchonete para comer sanduíche, mas não precisa ser todas as vezes. Pode sugerir outros locais de encontro ou até aprender a diminuir as porções ou escolha dos alimentos. Pedir um sanduíche pequeno ou recusar as batatas e o refrigerante.

8
RESPEITO MÚTUO!

 

Conversar sempre com a criança que o excesso de peso não o torna mais ou menos feio. Que a preocupação dos pais é essencialmente com futuros problemas de saúde que pode acarretar a obesidade infantil. Falar sobre os sentimentos da criança é uma forma de deixá-la mais tranquila e com recursos emocionais para enfrentar os amigos e a sociedade.

Enfim é essencial o respeito ao seu filho que está obeso, sempre ressaltando suas qualidades, elevando sua auto estima e sua visão sobre a vida

obesidade-infantil-dicas-psicologa-online

ORIENTAÇÃO PSICOLÓGICA ONLINE
PARA PAIS

 

O dia-a-dia dos pais é sempre muito atribulado, cheio  de atividades, e muitas vezes  percebemos que não temos tempo nem para cuidar de nós e nem dos nossos filhos, muito menos de buscar atividades terapêuticas. Então temos que buscar ferramentas modernas para melhorar nossa qualidade de vida e dinâmica familiar.

E hoje em dia já possível a orientação psicológica online permitindo que façamos o atendimento através de videoconferência, sem sair de casa. A nossa proposta como psicólogos é estar mais perto destas mães e pais que desejam priorizar a saúde psicológica e física dos seus filhos mas que não estão encontrando meios e nem tempo.

Através do atendimento online você poderá tirar um tempinho do seu dia tão corrido e priorizar a sua vida e a de seus filhos, recebendo orientações e percebendo que é possível mudar hábitos e comportamentos que não estão contribuindo para seu bem estar.

Quais são as pessoas que podem fazer o aconselhamento online?

  • Gestantes que ganharam peso na gravidez e que não conseguiram perder;
  • Pais e Mães que querem ajudar os seus filhos a perderem peso;
  • Mulheres e homens que estão com baixa auto estima e que desejam estar mais seguros frente a sociedade
  • Adolescentes vítimas de preconceito que desejam aprender técnicas para perder peso
  • Idosos que necessitam perder peso em função de doenças associadas como: Diabetes, hipertensão e Dislipidemias.

O bom de ser online é que pode ser na sala de casa e todos participam.

Conheça os psicólogos do Terapia de bolso aqui. 

Voltamos em breve com mais dicas sobre família, emagrecimento e criação de filhos.

 

COMENTÁRIOS

comentários

A orientação de um psicólogo pode te ajudar a superar limites. Consulte um psicólogo online por videoconsulta.