PSICOLOGIA DO TRÂNSITO: TRANSFORMANDO O ESTRESSE EM ALGO POSITIVO

Psicologia do Trânsito; Terapia de Bolso; Psicólogo Online

 

O trânsito é uma coletividade feita por diferentes atores. Somos pedestres, condutores de diversos tipos de veículos, ciclistas, cadeirantes, etc. Todos nós estamos suscetíveis ao estresse e precisamos refletir e trabalhar rumo á uma mudança que nos traga bons frutos.

É Fato que conduzir um veículo é uma atividade bastante complexa. Precisamos utilizar um conjunto de cognições que interagem de acordo com nosso estado psicológico. O tempo todo precisamos perceber, prever e tomar decisões precisas para que não ocorram situações de risco ou acidentes. Coordenar toda essa situação requer de nós um estado equilibrado para que não incorramos num estado desgastante. Da mesma forma, em qualquer posição em que estejamos, precisamos ter a mesma consciência de que necessitamos estar presentes na situação e prontos para lidar com situações distintas sem nos colocarmos em situações de risco.

Muitas pessoas veem o trânsito como algo estressante, mas não precisa ser assim. Minha experiência como Psicóloga Especialista em Psicologia do trânsito me tem feito perceber alguns estados negativos que geram estresse no trânsito. Como o trânsito evolui e estamos sempre necessitando reciclar nossas perícias, inclusive psicológicas, vou te passar esse mini treinamento. Espero que te ajude a compreender melhor seu estresse e estratégias para revertê-lo.

COMO ENXERGO O TRÂNSITO?

Essa é uma pergunta primordial nesta caminhada. Como você tem percebido o trânsito no seu dia a dia? Que experiências você acumulou até hoje e como elas te fazem enxergar o trânsito? São experiências negativas? É possível superá-las? Entender a forma como nos percebemos é o primeiro passo para qualquer mudança.

Muitas vezes, nem nos permitimos fazer tais indagações, talvez por querermos evitar tocar/lembrar do assunto, e simplesmente seguimos repetindo padrões que nem sempre nos trazem sucesso! Essa pode ser a base da sua dificuldade e a solução pode ser mais simples do que você imagina. É importante rever esses padrões, mas se você acha difícil esclarecer essas dúvidas sozinho, não exite em procurar ajuda profissional desde já. Lembre-se: não somos infalíveis e não há mal em procurar ajuda!

Para te esclarecer mais, leia o meu artigo “Como dirigir de maneira mais positiva.” 

 ADEQUANDO MEU TIPO DE PERSONALIDADE AO AMBIENTE DO TRÂNSITO

Cada pessoa tem um determinado tipo de personalidade, com traços específicos e peculiares, reagindo de diferentes formas às situações que se impõe no trânsito. Mas é preciso lembrar que você sempre poderá adequar suas peculiaridades e necessidades ás necessidade do ambiente.

Lembre-se que você é humano, logo, nada está definido ou cristalizado. Você é um ser dinâmico e passível de mudanças. O seu Eu de ontem não é o mesmo de hoje e nem será o mesmo de amanhã. Vivemos em constante transformação e isso pode ser muito positivo!

Dirigir; Psicologia do Trânsito; Dana Oliveira; Psilóga online Terapia de BolsoDê uma olhada no meu artigo “Diferentes tipos de condutores” para iniciar essa reflexão.

EXERCÍCIO: Brinque consigo mesmo ao ler e pense um pouco sobre sua maneira de ser no trânsito. Reflita consigo mesmo esquecendo um pouco da pressão de fora. Isso só te ajudará a ser melhor como condutor e como pedestre.

ALGUM FATOR EXTERNO TEM ME INFLUENCIADO? 

É necessário verificar se você está sofrendo a influência de algum fator estressante, como por exemplo: algum problema de saúde; problemas psicológicos; fadiga; sono; uso de álcool; drogas ilícitas; fármacos ou até mesmo a interferência de agentes como rádio, cigarro ou telefone celular. É importante que você esteja consciente e presente ao ato de dirigir, assim como ao ato de se portar, procurando diminuir ao máximo esses agentes estressores. 

Lembre-se sempre que sua vida e a vida de quem está no veículo consigo, além da vida de outros condutores, passageiros e pedestres, ou seja, muitas vidas estão sempre em jogo e você não precisa esperar passar por um acidente pra se conscientizar disso. Por isso mesmo é imprescindível ter o máximo de consciência e responsabilidade. Evite distrações o máximo possível!

EXERCÍCIO: Sente, respire fundo. Agora se imagine em um acidente. Imagine a polícia chegando. Ambulância? Onde estou? Alguém chora ao telefone… Precisa mais? É preciso estar muito consciente ao conduzir.

Se sente alguma insegurança emocional ou psicológica ao dirigir meu artigo 10 dicas para perder o medo de dirigir poderá te ajudar a fazer algumas reflexões, lembrando que é sempre bom voltar ao básico.

Se sua insegurança é como pedestre, procure perceber o que tem te gerado esse estado. É preciso ter cuidado no seu estilo ao trafegar por ai. Se costuma sempre utilizar fones de ouvido, por exemplo, melhor maneirar para não se distrair ao ponto de se colocar em uma situação de risco.

SE O NÍVEL DE ESTRESSE ESTÁ MUITO ALTO, COMO POSSO DIMINUIR?

O estresse modula nossa forma de dirigir e, dependendo do nível, pode ser um agente causal de considerável porcentagem do número de acidentes. Viver em constante estado de estresse não te levará à lugar algum, além do considerável aumento da probabilidade de ocorrer um acidente. Mais do que nunca, é hora de parar, refletir e agir para uma mudança substancial.

Pense em passar para um nível em que o estresse não seja necessariamente negativo para a condução de um veículo. Isso mesmo! Aquele estado de estresse que apenas te deixa em um estado de alerta que você necessita para o bom manejo do veículo, evitando qualquer tipo de situação de risco ou acidente.

EXERCÍCIO: Nesse estado, o melhor que você poderá fazer é se permitir ficar um tempo sem dirigir para que possa experimentar outros estados emocionais. O estresse pode estar modulando a sua forma de agir, mas é preciso lembrar de quem está no comando!

Se só a situação de sair de casa, mesmo não sendo para dirigir, te causa estresse, é hora de procurar ajuda urgente! Afinal de contas, você não vai querer que a vida passe assim…sem você! E você é o ator principal!

Psicologia do Trânsito; Terapia de Bolso; Psicologia Online

NA HORA DE APRENDER SEJA SEMPRE UMA CRIANÇA

 

O objetivo desse artigo é que você possa começar sua experiência em perceber, enxergar, manejar e transformar o estresse em algo positivo, algo que te dê ferramentas à ação.  A mudança sempre deve se iniciar de dentro para fora para que seja real e transformadora. Espero imensamente que você consiga encontrar o seu melhor estado emocional, para que o estresse passe a ser apenas aquele necessário para te manter em um estado de alerta e reação de que você necessita para um ótimo manejo de um veículo, ou mesmo para trafegar de forma tranquila e segura, assim como, para evitar qualquer acidente!

Se você está disposto à uma mudança considerável, com a possibilidade de abrir um novo horizonte na sua forma de se colocar no trânsito, te convido a apreciar alguns ótimos artigos que podem te auxiliar nessa trajetória.

 

COMENTÁRIOS

comentários

A orientação de um psicólogo pode te ajudar a superar limites. Consulte um psicólogo online por videoconsulta.